O Centro de Formação (CFEBM) desenvolve a sua atividade há cerca de 20 anos. A partir de 2008, devido a uma reestruturação da REDE Nacional de Centros, verificou-se uma união do Centro de Formação da Moita com o Centro de Formação do Barreiro, tendo sido definida a atual área geográfica, constituída pelos Concelhos do Barreiro e Moita. Ao longo de todos estes anos, o Centro de Formação tem desenvolvido a sua atividade de formação, dirigida a Professores, Pessoal não Docente e também a Pais e Encarregados de Educação. O CFEBM representa uma associação de escolas que envolve cerca de 2000 professores de todos os níveis de ensino (Pré-Escolar, 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário). Para a elaboração dos seus planos de formação, são tidos como referência principal os diagnósticos de necessidades inerentes aos projetos educativos de cada escola associada. É, deste modo, feita a auscultação das escolas e seus profissionais, acerca das necessidades formativas, com a posterior conceção e implementação de ações de formação, centradas nas indicações recebidas do terreno. Nos planos de formação, têm sido abordadas temáticas relacionadas com as Didáticas específicas, de acordo com os programas das disciplinas, mas também tem direcionado a sua ação para temáticas consideradas transversais, tais como a Multiculturalidade, a Relação Pedagógica, a Gestão e a Resolução de conflitos, a Indisciplina e a questão das Lideranças na Escola. Tem sido organizada e desenvolvida a formação para Pessoal Não Docente, como forma de combate à iliteracia, de modernização dos serviços e melhoria da qualidade da educação. Para além da organização da formação, o Centro tem promovido outras iniciativas, que se inserem na reflexão e debate de ideias, tais como Jornadas Pedagógicas, Encontros Temáticos, de Bibliotecas Escolares. Para além de toda esta dinâmica na promoção da formação para a melhoria da qualidade da educação, o CFEBM pode ser considerado como um centro de recursos, pois desempenha um papel de consultor e de “enzima educacional” na criação de ambientes facilitadores de aprendizagem e mudança, mobilizando saberes e competências instaladas nas escolas, com o eventual recurso a especialistas ou trabalhos de investigação exteriores a cada escola, considerados pertinentes para os processos formativos pensados pelas escolas, pelos seus órgãos e respetivos profissionais. O Centro está incluído na “Rede de Centros Entre Tejo e Sado”, que abrange toda a Península de Setúbal, que se baseia na concretização de parcerias e trabalho colaborativo. Foram também estabelecidos protocolos com outras entidades, nomeadamente autarquias, instituições de ensino superior e instituições de solidariedade social. O Centro é também parceiro em projetos de intervenção social, como por exemplo o Programa “Escolhas do Vale da Amoreira” e na Rede de Empregabilidade, onde se registam os projetos dos diversos parceiros, com o objetivo de procurar dar uma resposta eficaz às questões de inclusão social.